.

Página inicial  

Expediente  
Contatos  
Fale conosco  
Links  

 Edições anteriores Colunistas Eventos Esportes Saúde Campos Altos 

 
.
Jornal Campos Altos

Edição 264 - (impressa)
(Clique na imagem para ler)
.
Jornal Campos Altos - Edição 265

Edição 265 - (impressa)
(Clique na imagem para ler)

.


 


 

Gasoduto do Triângulo

Três comissões se reúnem para debater gasoduto do Triângulo. Outras três reuniões estão previstas em cidades por onde passarão as tubulações, que levarão gás à fábrica da Petrobras.

 

         
          A construção do gasoduto que deve partir da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) até Uberaba (Triângulo Mineiro) será tema de audiência pública conjunta das comissões de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo; de Política Agropecuária e Agroindustrial; e de Minas e Energia. A tubulação subterrânea será responsável por transportar gás natural, que servirá de matéria-prima principalmente para a fábrica de amônia, construída pela Petrobras em Uberaba.

          A reunião foi requisitada pelo presidente da Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial, deputado Fabiano Tolentino (PPS), e pelos deputados Antônio Lerin (PSB), Bosco (PTdoB), Emidinho Madeira (PTdoB) e Tony Carlos (PMDB). De acordo com Tony Carlos, é fundamental o gasoduto para o funcionamento da fábrica. A princípio, a ideia era utilizar o gás natural de São Paulo, mas o governo daquele Estado não teve interesse na negociação.

          O deputado afirma que a unidade da Petrobras está com as obras em ritmo lento, o que deve ser questionado na audiência pública pelos parlamentares. “Precisamos reunir forças políticas para consolidar o projeto”, defendeu Tony Carlos. Segundo ele, o gasoduto deve exigir investimentos de R$ 2 bilhões e cruzará vários municípios em seu trajeto, que também poderão usar o gás em outros investimentos. “O gasoduto significa progresso para todas essas cidades”, pontuou Tony Carlos.

          Tony Carlos, cuja base política é o Triângulo Mineiro, informa que outras reuniões devem ser realizadas para debater o assunto. A previsão das comissões é de realizar audiências públicas em Divinópolis (Centro-Oeste de Minas), Araxá (Alto Paranaíba) e Uberaba.

          Convidados – Para esse primeiro encontro foram convidados o ministro de Minas e Energia, Carlos Eduardo de Souza Braga; os secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir de Araújo Rôso Filho, e de Planejamento e Gestão, Helvécio Miranda Magalhães Júnior; o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio de Faria; o prefeito de Araxá, Aracely de Paula; e o prefeito de Uberaba, Paulo Piau Nogueira.

          Também estão previstas as presenças de presidentes das seguintes instituições: Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), Marco Antônio Castello Branco; Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Mauro Borges Lemos; Federação da Agricultura e Pecuária (Faemg), Roberto Simões; Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), Eduardo Lima Andrade Ferreira, e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Júnior. Também foram convidados o diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold Júnior, e o diretor executivo de Fertilizantes e Carvão da Vale Fertilizantes, Roger Downey.

         Fonte:  Assessoria de Imprensa da Assembleia de Minas

 

 






 Desenvolvimento:
 

 

Jornal Campos Altos   -   2011   - Todos os direitos reservados